sexta-feira, junho 29, 2007

As netas dos meus irmãos

Na minha família nascem poucas mulheres. É um facto. O meu Pai teve cinco filhos, quatro rapazes, e, eis-me aqui, como excepção (má sina a minha, nascer mulher no meio de quatro rapazes, não é?). Os meus irmãos, por sua vez, só um deles teve duas raparigas, que entretanto já tiveram um rapaz cada uma. Os outros três irmãos, tiveram rapazes (para alegria das filhas e netas das amigas, dado que, segundo frequentes informações, o mercado de oferta masculina está fraco!). Bem, o meu irmão mais novo, o Joca, depois de ter dois rapazes, lá teve uma rapariga. Assim, aqueles que tiveram só rapazes, quando lhe nasceu uma neta, festejaram efusivamente. Conta a minha cunhada, que quando nasceu a Ana Gabriela, neta do meu irmão Gabriel (que teve três rapazes), se emocionou de tal modo, que veio gritar para a porta da rua (já tenho uma neta!!!), para assim anunciar a boa nova aos vizinhos. Como vive numa aldeia, onde é conhecido e respeitado, ninguém lhe vestiu uma camisa de forças, nem o internou num hospício.
Agora, nasceu a Carolina, neta do meu irmão Alfredo. Este, mais contido, no dia que ela nasceu, telefonou-me com uma voz que denunciava lágrimas e disse: "Pronto, já cá tens em casa uma menina para te entreteres".
Claro que me vou entreter com elas a fazer-lhe penteados, chapéus e laços, e com os rapazes? Com eles também. Bem, mas com esses jogarei a bola, não duvidem.

8 Comments:

Anonymous Bruno Rosado said...

Pois é, cá está a minha filhota a mais linda do mundo.
Vai ficar mais linda ainda com os penteados da tia.

7:45 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Parabêns aos pais e avós da Carolina, o benjamin da família Rosado.Parabêns, tambem á Tia Fátima pela ninhada de sobrinhas/os.Beijocas.

9:16 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Só lhe falta a covinha no queixo.
Mas isso é só um pormenor sem interesse, o que é preciso são mulheres na família

Beijinhos para a minha nova sobrinha neta, que eu vou ver um dia destes.

Joca

9:30 da tarde  
Anonymous Ademar Santos said...

Ainda me recordo de algo que costumavas dizer a respeito dos... homens... Lembras-te?
Parabéns pelas extensões femininas da família!
Beijo.

10:36 da manhã  
Blogger Rui Coutinho said...

Vê lá se lhes falas de algumas virtudes masculinas.
Apesar de tudo, somos umas bestas simpáticas.
Bjs

11:05 da tarde  
Blogger frosado said...

Ademar, meu amigo, ainda penso o mesmo, s� que j� n�o pratico:)!!!

10:04 da manhã  
Blogger frosado said...

Rui Coutinho, não vou, provavelmente, falar às minhas sobrinhas sobre as virtudes masculinas, elas terão hipóteses de as conhecer por si próprias!!!Vou dizer-lhes, sim, que sem homens e as suas virtudes, isto não presta para nada! eh!eh!eh!

10:07 da manhã  
Anonymous Olivia Rosado said...

Olá fátima a minha neta está uma ternurinha,já estou a ver quando ela usar os chapéus que tu fazes parece uma boneca, vamos esperar que cresça pois o tempo passa rápidamente.Bjs Niba

9:16 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home