terça-feira, janeiro 31, 2006

Hoje, a RTP vem à província!

JD e Mitó, o que me dizem destas "Luzes da Ribalta", do nosso Hospital?

11 Comments:

Anonymous mitó said...

Que coincidências tão mediáticas num dia de trabalho tão normal...

1:31 da tarde  
Blogger Desambientado said...

Fátima.

O priôlo está lindo. Como é que eu faço para o colocar como você fez? Nestas coisas de colocar no lado direito do blog, ainda não domino bem.

6:44 da tarde  
Blogger frosado said...

Félix, eu tb não percebo nada disto, mas eu penso, que tal como o selo que lá tens, deves copiar o "espaço" e depois colocares a foto, através das "propriedades", acho eu :( Eu sou analfabeta de pai e mãe, nestas coisas, valem-me os amigos. Mas olha, se quiseres mandar-me o teu e-mail, o meu está no blog, eu dou-te o e-mail do meu amigo, que lá colocou isso. Outra hipótese manda um e-mail à Vera Simbron, do blog "sentidosocultos", ela sabe tudo,e é uma querida. De certeza ajuda-te.

6:54 da tarde  
Anonymous Frederico Nietche said...

Parece que não foi mau o programa da RTP na província.Mostrou uma Unidade Hospitalar a trabalhar à séria, sem se notar qualquer encenação.

Muito sangue vai correr em Lisboa. Mas se fossem filmar para S. Maria corriam o risco de encontrar a família que lá tem apartamento há 15 anos.

Também podiam ter informação, em directo, que mais ninguém detém.

Um hospital deve ser um poço sem fundo !!

10:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Fátima:
Por motivos da minha actividade profissional não assisti ao programado "reality-show" a produzido (num hospital) na província.
É que, trabalhando numa instituição de excelência,as remunerações não são assim tão "excelentes" (...para muitos,ou seja, para alguns actores, sim!).
E, finalmente, a farpa. Como nem todos apoiaram o Cavaco Silva (senão o homem teria tido mais de 50.6%...)é preciso "pagar" aos que
deram a cara e... o coração!
JD

11:01 da tarde  
Anonymous Pinguim do Equador said...

Caro Anónimo

Bom tiro, mas ao lado!

A dirigir todo o programa estava o sub-director de programas da RTP.

Já agora, porque não duro sempre, vá saber quem é.

Pior que isso é estar nisto por ser Ma Mão !

11:31 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Caro Pinguim:

O facto do responsável pelo programa ser familiar do Manuel Alegre,não arreda o alvo do tiro...!
O tiro é dirigido à promiscuidade
política institucional que, como todos sabemos, ultrapassa e condiciona as pessoas (muito mais
os que estão no estricto exercício da actividade profissional).

A representação de ontem, uma inqualificável farsa - quando pretendia ser uma elegia - foi montada por quem ?

Os personagens mediáticos que ontem se mostraram serviam quem?
- O hospital ou a si próprios?

Sendo assim, há muitos alvos por descortinar. Eles vão aparecer.

Por enquanto, visível é a indignação de milhares de funcionários da instituição que não se revêm na fotografia.
Mas, calma, vêm aí dias lindos..., a Primavera, etc...
JD

12:47 da tarde  
Anonymous mitó said...

Vi ontem o "filme" produzido pela RTP1.Uma boa Realização com um excelente elenco, muita acção, à boa maneira americana...

A realidade é um pouco diferente...

Talvez se em vez de um único programa se fizesse uma série, ou mesmo uma telenovela em 15 dias ou 3 semanas, acabassem as listas de espera( em particular das cirurgias dos plexos), ou as constantes consultas externas no Serviço de Urgência...

JD
Antes da primavera ainda temos o Orçamento para 2006 que, para algumas especialidades médicas, é invernoso...

1:56 da tarde  
Anonymous pinguim do equador said...

Caro Anónimo
Familiarmente tratado por JD.

Vê-se que também faz parte do elenco,não tendo sido,desta vez chamado a actuar.

Em primeiro lugar não se ponha a arredar alvos do tiro. É um actividade arriscada mesmo para gente experimentada,como parece ser o caso.

Em segundo lugar, embora lhe doa,porque parece ser uma boa alma, toda a gente se serve a si próprio.

Uns servem o Ego, outros o Bolso, alguns acumulam, -bem ferrobodó de sempre.

Se para além disso poderem também servir a instituição - Deu Gratias !

11:59 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Caro Pinguim:
Se alguém tentou arredar o alvo do tiro... não fui eu. Só lancei uma farpa!
Depois, um curto esclarecimento:não faço parte do elenco, nunca fiz e posso garantir-lhe que não vou fazer.
Quanto a "servir" quem, como e quando, refugiu-me na escrita do poeta:
"Sete anos de pastor Jacob servia
Labão, pai de Raquel, serrana bela;
Mas não servia ao pai, servia a ela,
E a ela só por prémio pretendia."

Quanto a servir a instituição, o mesmo poema remata:

"Vendo o triste pastor que com enganos
Lhe fora assi negada a sua pastora,
Como se a não tivera merecida;


Começa de servir outros sete anos,
Dizendo: – Mais servira, se não fora
Para tão longo amor tão curta a vida!"
Amen.
JD

9:50 da manhã  
Blogger frosado said...

Ai JD, só tu é que me fazias rir a citar Camões! Isto está a ficar poético, está!

10:34 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home