domingo, janeiro 29, 2006

Queda de neve e a viagem mais comprida de Lisboa a Coimbra!

Com a A1 fechada ao trânsito e indicações que podíamos transitar pela A8, saímos de Lisboa pela CREL, cerca das 14h, debaixo duma chuva de granizo, que, quase sem darmos por isso, se tornou uma verdadeira chuva de flocos de neve! Já há muito tempo não vivia esta experiência. Poucos Km. andados fomos desviados e liminarmente "corridos" da A8, sem nenhum autoridade, nem outra qualquer indicação que nos explicasse por onde deveríamos seguir. E foi assim que percorremos, nos perdemos e achámos, em estradas verdadeiramente secundárias (ou terciárias) durante horas, até perto de Óbidos, onde entrámos outra vez na A8. Alguns Km andados nesta auto-estrada e já havia sol, apesar da neve na beira da estrada. Graças à perícia e paciência do Zé Manel, chegámos a Coimbra por volta das 18h. Aqui ainda não nevou, apesar do frio. JD, achas que é por causa do açude?

9 Comments:

Blogger Pedro said...

Olá.
Com ou sem contratempos, foi um espectáculo a que assisti pela primeira vez. Neve já tinha visto muita, nevar nunca. Não sei se pôde eternizar este dia tão raro, e caso deseje pode aceder ao meu blog daqui a uns dias, até o Google colocar o meu vídeo on line.

6:39 da tarde  
Anonymous siracusa said...

Descrição digna de uma boa página jornalistica de

PERDIDOS E ACHADOS

Bem Hajam

7:09 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Fátima, a fotografia é a que tiraste na viagem? A descrição está óptima só não referiste que até vinhas com um certo receio....
Beijinhos,M.H.

7:46 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Eu também fiz uma viagem longa de Torres Novas a Coimbra. Depois de acordar com a cidade toda coberta de neve entrei na A1 por volta das 14h onde percorri alguns Kms a passo de caracol. Em Ourém fui corrida para uma estrada secundária e ainda tive tempo de apresentar uma reclamaçãozita à BRISA pela cortesia da cobrança da portagem. Depois de passar pela estátua dos três pastorinhos, não houve milagre que me valesse (bem que andava desconfiada daquela história dos milagres...) e lá continuei lentamente pelos zig zags de uma estradeca até à Batalha. Só aí a coisa se compôs um bocadinho. Cheguei finalmente a Coimbra às 17.30m. UFA!
Cristiana

7:48 da tarde  
Blogger AisseTie said...

Tanto mexericou... que até nevou!

7:51 da tarde  
Blogger frosado said...

Mizinha, claro que vinha com receio, sabes bem como sou uma medrosa, mas correu tudo bem, graças às boas companhias e à paciência do zm...

8:08 da tarde  
Anonymous mitó said...

Ou cheguei atrasada ou a Mizinha adiantou-se...De quarquer modo, a tua descrição está óptima!

8:24 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Fátima:
Não nevou em Coimbra pelo irradiante "calor humano" que exala na urbe!
JD

11:37 da tarde  
Blogger Desambientado said...

E dizem que o clima não está a mudar......

12:08 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home