terça-feira, maio 22, 2007

Homenagem ao poeta e músico Manuel Ferreira

O nosso amigo Manuel Ferreira que é o autor desta maravilhosa música e também da letra, tem a modéstia dos verdadeiros poetas. Gosto dele.



Ilhas de Bruma
Autor: Manuel Ferreira

Ainda sinto os pés no terreiro
Onde os meus avós bailavam o pezinho
A bela Aurora e a Sapateia
É que nas veias corre-me basalto negro
E na lembrança vulcões e terramotos
Refrão:
Por isso é que eu sou das ilhas de bruma
Onde as gaivotas vão beijar a terra
(REPETE-SE)

Se no olhar trago a dolência das ondas
O olhar é a doçura das lagoas
É que trago a ternura das hortênsias
No coração a ardência das caldeiras.

É que nas veias corre-me basalto negro
No coração a ardência das caldeiras
O mar imenso me enche a alma
E tenho verde, tanto verde a indicar-me a esperança.

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

também gostei

7:54 da tarde  
Anonymous jose augusto soares said...

Cantado pelo Grupo Coral das Lajes do Pico...é de ir às lágrimas.

11:21 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Faço parte de um grupo coral no Continente. Também já cantámos este belo poema...acho lindo! Basta ser açoriano!!!

10:24 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home