sábado, julho 05, 2008

a crise e o pão

7 Comments:

Blogger luizalves said...

aqui no Brasil, a crise dura já quinhentos anos, espero que nunca chegue ao pão.
gostei dos seus trabalhos, bem criativo. parabéns!!!

12:43 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

A crise e o pão! e, de barriga vazia até o discernimento falta. Não entendo este pensar!?(pensam?)de gente de barriga tão cheia como são os governantes e bem governados!para esses nunca nada parece suficientemente caro e a crise nunca os toca!O direito ao pão, à saúde, à educação, é inalienável. a meia sardinha do tempo da fome está de volta e já nem de sardinha há fartura! E, se não nos mexemos, qualquer dia destes, mesmo quem aufere alguns tostões, vai passar privação. Ai vai, vai. rc

7:02 da tarde  
Blogger luizalves said...

de repente apareceu um anônimo na minha tela, deste endereço, desculpe não gosto de anõnimos, ou é ou não é, mas gosto de pão só isso.

11:09 da tarde  
Anonymous José Socrates said...

Será crise ou será que estamos mais racionais...em vez de comprar 8 paes e sobrarem 3....agora so se compram 5....e nao sobra nenhum....sera que as familias estao a combater o desperdicio...ou será mesmo a crise...

9:56 da manhã  
Blogger luizalves said...

o seu comentário sobre o pão gerou um nervosismo das pessoas, porque será que não fala que a crise fez com que a bebida e o tóxico acabaram, porque só o pão?

11:20 da tarde  
Blogger Rui Coutinho said...

É nestes momentos que a filosofia ajuda: "Nem só de pão vive o homem". ehehehe
Seria bom voltar a ouvir o FMI do José Mário Branco...

6:20 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Sobre os disparates da imprensa como este (por isso é que há quem, como eu, não leie o "correio da manhã"), sugiro a leitura do blog "a pente fino". Excelente a denunciar este tipo de notícias populararuchas.

6:34 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home