quarta-feira, março 22, 2006

Hoje é o dia Mundial da água

Sem água não vida, não há saúde, não há beleza! É necessário frui-la como um bem maior. Gosto de a ver correr livre e solta, como um sorriso aberto, limpo e generoso. Entre nós, apesar da situação estar a ser dirimida, impõe-se, ainda cuidados de contenção.
Os Murmúrios dos comentadores
Porque este comentário me parece pertinente resolvi publicá-lo, procedimento que irei ter, sempre que me aprover:
e-pá! disse...
Bem. Segundo responsáveis ambientalistas estamos no século da água. Não porque estejamos conscientes da sua importância para a vida. Mas porque tendo adoptado - principalmente ao longo do século XX - uma atitude "consumista", defrontamo-nos com a escassez (água potável) e ainda não encontramos uma resposta credível quanto à sua sustentabilidade. Sustentabilidade é a palavra de ordem para a água, mas cuidado, ela não significa maior ou melhor captação e uma mais eficiente distribuição. Significa cuidar dos ecosistemas acquíferos (rios, lençóis friáticos superficiais, etc.).Para além de uma gestão ecológica é necessário uma atitude cultural. Quantidade e qualidade, no que diz respeito à água, são faces da mesma moeda.Neste espaço ibérico há um movimento a este respeito que julgo da maior importância: "Fundación Nueva Cultura del Agua". O V congresso Ibérico sobre gestão e planeamento da água terá lugar em Faro de 4 a 8 de Dezembro 2006, sob os auspícios da Universidade do Algarve. Enquanto se espera pelo evento as autarquias algarvias aproveitam o ensejo para aumentar o preço da água (algumas com aumentos de 100 %). Coitados dos campos de golfe!
(os sublinhados são meus)

4 Comments:

Anonymous e-pá! said...

Bem. Segundo responsáveis ambientalistas estamos no século da água.
Não porque estejamos conscientes da sua importância para a vida. Mas porque tendo adoptado - principalmente ao longo do século XX - uma atitude "consumista", defrontamo-nos com a escassez (água potável) e ainda não encontramos uma resposta credível quanto à sua sustentabilidade.
Sustentabilidade é a palavra de ordem para a água, mas cuidado, ela não significa maior ou melhor captação e uma mais eficiente distribuição. Significa cuidar dos ecosistemas acquíferos (rios, lençóis friáticos superficiais, etc.).
Para além de uma gestão ecológica é necessário uma atitude cultural.
Quantidade e qualidade, no que diz respeito à água, são faces da mesma moeda.
Neste espaço ibérico há um movimento a este respeito que julgo da maior importância: "Fundación Nueva Cultura del Agua".
O V congresso Ibérico sobre gestão e planeamento da água terá lugar em Faro de 4 a 8 de Dezembro 2006, sob os auspícios da Universidade
do Algarve.
Enquanto se espera pelo evento as autarquias algarvias aproveitam o ensejo para aumentar o preço da água (algumas com aumentos de 100 %).
Coitados dos campos de golfe!

12:30 da tarde  
Blogger Rui Coutinho said...

O dia da águadeve ser celebrado todos os dias, nos mais pequenos gestos das nossas rotinas.
Quanto ao Algarve, o problema não é só dos campos de golfe mas, e muito mais, dos famigerados citrinos. Aí residem os problemas de exploração excessiva dos aquíferos e consequente salinização dos mesmos.
Nas Canárias chegou-se à conclusão que as grandes áreas de cultivo de tomate e banana não correspondiam a uma actividade agrícola sustentável porque correspondia à exportação de água, visto aquelas culturas (e as características do clima) necessitarem de muita água.
Pode ser que os algarvios acordem a tempo!

1:55 da tarde  
Blogger Desambientado said...

Excelente preocupação, excelente post.

Só 1% da água do mundo ´é que é potável.....Quanta não poluímos?

4:39 da tarde  
Blogger frosado said...

Pois é desambientado, somos muito perdolários e irresponsaveis.

7:36 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home