domingo, abril 02, 2006

Claro que era peta! Como é que eu ia viver sem vocês? (pelo menos sem alguns dos que me visitam...)

Amigos, era o dia 1 de Abril, e eu fiz uma brincadeirinha. Gosto muito de estar aqui e de vos receber nesta casa. Portanto, aqui me encontrarão, pelo menos enquanto isso me der prazer. Hoje deixo-vos, de presente, estas "cabeças de marinheiros" que "vivem" nas paredes de algumas casa nos Açores e servem para prender as persianas. Há uma grande variedade, acho-lhes imensa piada.

8 Comments:

Blogger Desambientado said...

Eu caí que nem um patinhos.
Ainda bem que foi uma brincadeirazinha.

Beijinhos.

11:03 da tarde  
Blogger cardeal patriarca said...

Senhora D. Fátima:

A mim a Senhora pagava para que fosse pregar para outra freguesia !

Diga a verdade.

Mas não me apague os posts.

11:11 da tarde  
Blogger Caiê said...

Eu só agora vi (dia 3), mas não acreditava, vindo de ti!
Por acaso, deu-me muita vontade de fechar o blog hoje. Foi um amigo que me convenceu a não o fazer, porque gosto de todas as formas de comunicação. Estou mais que farta das pessoas usarem a net como campo de batalha e serem tão desinformadas e arrogantes.
Enfim, Fátima, beijinhos.
ps- Marinheiros? eh eh eh! :)

2:59 da manhã  
Anonymous e-pá! said...

..."e servem para prender as persianas"

- persianas ou tapa-sóis?

9:48 da manhã  
Blogger frosado said...

perianas, sim , caro é-pá!

Caiê, só te posso dizer o que me penso sobre o assunto: O blog, para mim, ajuda-me a estabelecer e fortitificar relações com os meus amigos, e com outras pessoas. Além disso obriga-me a estar atenta, a ler jornais, a ler outros blogs, e a aprender coisas. Hoje aprendi a fazer lasanha com esta senhora. Ora vai ver aqui. http://gloriafacil.blogspot.com/2006/04/homenagem.html. (eh!eh!eh!)Acho piada a esta senhora...

4:57 da tarde  
Anonymous e-pá! said...

TAPA SÓIS

Os tapa sóis
São persiana
Que, mal fechadas
Ou mal abertas,
Lembram gaiola
Indiscretas.

MARIA TERESA SANTOS TAVARES GÓIS
(Madeira: Porto Moniz, terra-natal da poeta)

10:56 da tarde  
Anonymous e-pá! said...

Fátima, o "insularismo" é difícil...


TUDO SOBRE A MINHA MÃE

"Foste ave solta e não foi fácil teres nascido. O teu pai era um viajante da música e violinista vindo da África do Sul, e a tua mãe tinha apenas dezasseis anos quando viajou da sua casa da burguesia madeirense, de janelas com tapa sóis verdes, até uma ilha açoreana onde nasceste num dia de festa do Espírito Santo."

http://mylazuli.blogspot.com/2005_09_01_mylazuli_archive.html

11:09 da tarde  
Blogger frosado said...

estou esmagada com tanta sabedoria, mas nos Açores é persianas, proto. Cada terra com seu uso cada roca com seu fuso...

8:16 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home