sexta-feira, outubro 26, 2007

Gugganheim, as escamas de peixe e a "Maman"

Como já disse anteriomente, o museu é construído em vidro e aço e coberto por superfícies de titânio (30 mil placas de titânio) curvadas em vários pontos, lembrando escamas de peixe e que dão um brilho especial e diferente ao edifício, mostrando a influência das formas orgânicas presentes em muitos trabalhos de Gehry. Do lado de fora, há uma aranha de 30 metros de altura, de L. Bourgeois, chamada "Maman". Em frente do Museu há este decorativo Cão, todo coberto de coloridas flores, que ficou desde a inauguração, em 1997. PS - por fim, dedicado à Mitó, neste ramo de escultóricas tulipas, vai o meu auto-retrato e do Luís, os dois, magros e altos. he!he!he! Não duvidem!
(Fotos de Luís Monte)

Etiquetas:

1 Comments:

Anonymous mitó said...

Ora aqui está um verdadeiro auto-retrato! - desde o ramo de belíssimas túlipas, que tão claramente vos identifica, até ao vossa habitual porte e figura esbelta, sem descorar o estúdio do Luis... - Perfeito meus caros, perfeito! Diria mesmo mais, não necessitavas de referir que é um auto-retrato - em qualquer parte do mundo seriam identificados como tal- Parabéns pelo êxito!

4:02 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home