domingo, fevereiro 08, 2009

Louçã e os coelhos que tira da cartola...

Dantes, lá na minha aldeia, contavam esta anedota, que deixo à vossa imaginação: um dia o coelhinho preto foi à toca da coelhinha branca, passado o tempo de gestação nasceu uma ninhada de coelhinhos. De que cor eram eles?

Etiquetas:

6 Comments:

Anonymous peter said...

Seria estúpido pensar que existe dinheiro suficiente no mundo, que distribuido rendesse o mesmo para todos. E que santos da casa não fazem milagres.
Isso toda a gente já percebeu. E ao contrário do que ensinamos às crianças, existem vampiros. Freeport's e BPP's e BPN's, etc. são exemplos do fenómeno do «suga-pilim».
Como diriam os Pink:
"Money, its a crime.
Share it fairly but dont take a slice of my pie.
Money, so they say
Is the root of all evil today.
But if you ask for a raise its no surprise that they're
Giving none away."

3:18 da manhã  
Anonymous mitó said...

A coelhinha branca era pura. Partindo do princípio que o coelhinho preto não, seriam uns pretos e outros brancos... :)

9:27 da tarde  
Blogger Rui Coutinho said...

Da cor do francisco louçã. Pardos!

12:12 da manhã  
Blogger nanda said...

Com as orelhas pretas como o da foto. É tão fonfinho!
ehehe

10:59 da manhã  
Anonymous CANDIDA said...

malhadinhos
:)

10:25 da tarde  
Anonymous José Socrates said...

É tão bom ver o Louçã na pele de coelhinho Paulo Portas da Esquerda...

2:06 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home