sexta-feira, dezembro 07, 2007

Marinho Pinto, o novo bastonário da Ordem dos Advogados “vai dar cabo da profissão”

Diz José Manuel Júdice, que, como já disse aqui, não considero propriamente um modelo de coerência e isenção. Mas de ti, Marinho, se ainda és o Homem que eu conheci e tenho vindo a respeitar ao longo do tempo, de ti, espero, e acho que toda agente que te conhece, espera isso: coerência e isenção. Já agora, parabéns! Força!

Etiquetas:

3 Comments:

Anonymous mitó said...

O historial do "modelo de coerência e isenção" não começa própriamente como dirigente do PSD. Recordo os seus antecedentes, em eras estudantis (!!!)...
É curioso, neste caso concreto, a evolução parece ser ao contrário da habitual. Será que ainda o vamos ter como apoiante do PCP?...

Quanto ao "Márinho" está tudo dito!

8:39 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

As palavras de Júdice são coerentes...há o receio de que Marinho acabe de vez com o "direito" que Júdice e comparsas vêm alimentando de há muitos anos atrás...

Não sou advogado, mas acredito neste novo Bastonário.

12:40 da tarde  
Blogger Albino M. said...

Shit, concordo com isto, a 200 por cento...
Onde é que assino?

11:31 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home