quarta-feira, março 08, 2006

Luis Filipe Borges - "Sou Português e Agora?"

É assim que se chama o livro de Luís Filipe Borges, o rapaz da boina, que vai ser lançado amanhã, às 21,30, no restaurante Pátio Alfacinha. Apresentação a cargo de alguns dos seus colegas, deste blog, respectivamente, Luís Osório (LO), Maria Manuel Leitão Marques (MMLM), Vicente Jorge Silva (VJS) e Vital Moreira (VM)! O livro foi editado pela Esfera dos Livros.
Parabéns Luís!
Posted by Picasa

7 Comments:

Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Cá estou eu...

Gostei do teu espaço!!!
Gostei também que não tenhas colocado aquelas letrinhas que me confundem a pouca visão que tenho...

Bem...Sobre o que me perguntas:

Esse escritor é gaúcho. Porto Alegre, também foi fundadada por seis casais de açorianos. O que ocorre, é que esse Estado - e Santa Catarina também, mas com menos força - transformou-se em um lugar de grandes brigas e por muitas razões, incluíndo a proteção de divisas de fronteira e o povo de lá e de grande parte do planalto serrano daqui, é de fato um povo GÁUCHO, que é a mistura dos povos cisplatinos, índios, negros e portugueses, mas desses últimos, bem poucos. Em curto tempo, ninguém mais lembrava de Açores e a única ligação que havia, era com a coroa portuguesa e espanhola, mas ainda assim, muito pelearam para constituir uma província independente, na base das guerras. Aos poucos outros imigrantes europeus foram se chegando e se instalando em diferentes localidades, enquanto a capital Porto Alegre - que anteriormente chamava-se Porto dos Casais em referência aos casais de açorianos, se foi de vez. Ficou desse tempo, uma ponte em Arco e que virou monumento, com um laguinho artificial fazendo a vez de um espelho... Porto Alegre é uma cidade ngrande e muito bonita. O Rio Grande do Sul tem uma identidade própria, como aliás tem cada região desse país, mas aqui no sul é marcante a diferença de estado para estado e dentro desses, de cidades para cidades, em função dos hábitos e costumes fechados, dos imigrantes que aqui chegaram. Para teres uma idéia, temos aqui uma cidade chamada de 13 Itílias e nela todos falam o tirolêz. As escolas ensinam as a língua usada na Áustria e a língua brasileira e muitos dos seus filhos, depois de terminarem o ensino médio, seguem para a Áustria para estudarem e depois voltam. E por coisas dessas, temos aqui no sul, um pouquinho de cada coisa e de cada parte da europa e isso tudo, mesclado ao povo indígena guarany, uruguayos e argentinos...

Sobre o autor que me pedes:

Luiz Antonio de Assis Brasil - Nascido em Porto Alegre em 1945, é bacharel em Direito. É Doutor em Literatura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, onde coordena a Oficina de Criação Literária. Foi músico da OSPA e administrados cultural, participando da implantação do Centro Municipal de Cultura de Porto Alegre. Nos anos oitenta, exerceu diferentes cargos administrativos: Diretor da Divisão de Cultura do Município; Diretor do Instituto Estadual do Livro e Sub-secretário de Cultura do Estado. Como escritor, possui onze livros publicados, entre novelas e romances. Preferindo as narrativas longas, seus textos desenvolvem temáticas relacionadas à construção da identidade gaúcha. Estreou na literatura com Um quarto de légua em quadro (Prêmio Ilha de Laytano, 1976). Sua obra é reconhecida pela crítica literária brasileira, servindo de tema para abordagens acadêmicas em universidades do país. Destacam-se: Bacia das Almas, As virtudes da casa, Cães da Província, (Prêmio do Instituto Nacional do Livro, 1988) e ainda a série Um castelo no pampa, constituída pelos romances: Perversas famílias, Pedra da memória e Os Senhores do Século. Por esta última obra, obteve o Prêmio Açorianos da Prefeitura Municipal de Porto Alegre, 1995.

Sobre o livro e o filme, poderás encontrar informçãoes bem consistentes, nesse site:

http://www.pandafilmes.com.br/site/filmes/producao_diario_escola.asp

Qualquer coisa que precisares mais, bastará me pedir!!!
Sem problemas!!!

escrevi tanto e já nem sei se te respondi o que querias mesmo saber, mas enfim...

Beijinhos!!!
ò,ó

11:28 da tarde  
Blogger frosado said...

Obrigada. Tu és exaustiva! mas que fixe!

11:46 da tarde  
Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Posso ser exastiva, mas há a possibilidade de opção de cada um, de ler ou não. O ruim seria mesmo, se por ventura eu não tivesse colocado um mínimo como resposta. O que pediste, está cravado na história. Tentei atender ao teu pedido e teu pedido foi sobre um livro e citando o filme. Te passei o máximo que pude... Pensei que isso pudesse ser educação e não exaustão. Desculpe-me!!!

Um bom dia!!!
ò,ó

10:12 da manhã  
Blogger Desambientado said...

Mais um conterrâneo nosso, da minha ilha Terceira, com sucesso...

10:24 da manhã  
Blogger frosado said...

Lâmina, não percebeste o que eu queria dizer- Ser exaustivo, no meu dizer, é fazer o máximo, é resolver tudo, é responder tudo de forma absoluta. Adorei a tua resposta, pois aprendi muito.Peço perdão se não me fiz entender, acredita, Espero que a nossa língua comum nos una e não nos desentenda, está bem?
bjs

12:24 da manhã  
Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Não fiquei chateada. Não faria isso sem uma boa razão. Apenas argumentei o que acreditei ser o correto para o momento. Mais nada. Por vezes temos mesmo muitas diferenças no uso das palavras. Embora sejam idiomas semelhantes, são distintos e eu me alonguei na explicação, por acreditar que tu necessitas de alguma informação para pesquisa ou coisa dessas, mas intensa e que normalmente seguem além do interesse comum. Errei em não ter perguntado antes, mas está tudo bem. Não te preocupes!!!

Beijo de boa noite!!!
ò,ó

4:50 da manhã  
Blogger SPORTING :D said...

boa tarde. alguem ja leu o livro "SOU PORTUGUÊS...E AGORA ?"
SE alguem já tiver lido será que me pode ajudar, e fazer um texto como especie de comentario do livro?
obrigado, e aguardo resposta.

5:05 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home